Maracaju já está se preparando para receber a vacina contra a COVID-19

Maracaju já está se preparando para receber a vacina contra a COVID-19

Na tarde desta sexta-feira (15/01) o Secret√°rio de Saúde, Thiago Caminha relatou que o município est√° preparado para receber as doses da vacina contra a covid-19.

No entanto o secret√°rio ressaltou que h√° todo um plano a ser seguido. Primeiramente ser√£o enviadas para Maracaju 1.911 doses, conforme informa√ß√£o do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul, através do Plano Estadual Conjunto de Distribui√ß√£o de Imunizantes, que conta também com a participa√ß√£o da Secretaria Estadual de Justi√ßa Seguran√ßa Pública. Essas doses ser√£o destinadas aos grupos priorit√°rios elencados no Plano Nacional de Imuniza√ß√£o, preconizando a vacina√ß√£o inicialmente aos profissionais da saúde e idosos.

Conforme informa√ß√Ķes da Secretaria Municipal de Saúde, as doses da vacina chegar√£o a cidade gradativamente, respeitando uma logística de distribui√ß√£o que é de responsabilidade do Governo do Estado. Para garantir a seguran√ßa e a agilidade no transporte e distribui√ß√£o, est√£o envolvidos neste processo a Polícia Militar, Polícia Civil e agentes do Corpo de Bombeiros Militares.

A data exata para o início da vacina√ß√£o ainda n√£o foi definida em nosso Estado, nem as datas de cada uma das 04 fases da campanha, porém segundo o Plano de Distribui√ß√£o, a imuniza√ß√£o poder√° come√ßar a partir do dia 20 de janeiro.

A equipe de profissionais da Secretaria Municipal de Saúde est√° desde a publica√ß√£o dos planos em constante treinamento para cumprir todos os procedimentos preconizados desde a inser√ß√£o dos dados de cada cidad√£o vacinado, a correta armazenagem e manuseio das vacinas, bem como a técnica de aplica√ß√£o e o monitoramento dos eventos adversos que podem ocorrer como em qualquer outro grupo de imunizantes. É importante salientar que as datas podem ser alteradas, independente do posicionamento da saúde municipal.

As vacinas ser√£o distribuídas de forma equitativa e proporcional a Maracaju e a todos os outros municípios do Estado, sendo produzidas pelo Instituto Butantan e a da AstraZeneca da Oxford, ambas aguardando a autoriza√ß√£o da Anvisa e a incorpora√ß√£o ao Programa Nacional de Imuniza√ß√Ķes (PNI) com toda seguran√ßa garantida pelo Ministério da Saúde. Ser√£o distribuídas de forma fracionada, fato que vai gerar a necessidade da realiza√ß√£o de v√°rios transportes do imunizante aos respectivos municípios em curtos espa√ßos de tempo.

Segundo o Secret√°rio de Saúde Thiago Caminha, a dose preconizada é de 0,5 ml aplicadas por via intramuscular. A temperatura de armazenagem do imunizante varia entre 2?C e 8?C (graus Celsius), requisito plenamente atendido pela saúde municipal.

O compromisso é com a seguran√ßa e agilidade para imunizar rapidamente os grupos priorit√°rios e popula√ß√£o alvo para a vacina√ß√£o, que é totalmente definido pela Estratégia Nacional, sendo vedado ao município qualquer mudan√ßa do protocolo.

Diariamente a Secretaria de Saúde est√° recebendo as orienta√ß√Ķes de todo o Processo de Imuniza√ß√£o e espera que nos próximos dias j√° de posse dos imunizantes inicie o atendimento da comunidade. Para o titular da pasta municipal a "Vacina√ß√£o é um ato coletivo, e para isso é preciso que exista confian√ßa por parte da sociedade nas institui√ß√Ķes que est√£o trabalhando incansavelmente neste processo para garantir saúde e prote√ß√£o a toda popula√ß√£o" Finaliza Thiago Caminha