Em projeto inédito no Estado, UEMS cria a Universidade da Maturidade

A UMA vai funcionar na Unidade Universit√°ria de Campo Grande, sa√≠da para Rochedo, com aulas à tarde, nas segundas e quartas e ainda, atividades integradoras nas sextas-feiras.

Em projeto inédito no Estado, UEMS cria a Universidade da Maturidade

A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) estabeleceu conv√™nio com a Universidade Federal do Tocantins para a criação da UMA (Universidade da Maturidade). O projeto é piloto e inicia em 2023, oferecendo um curso com certificação em Educador Social do Envelhecimento Humano.

A UMA vai funcionar na Unidade Universit√°ria de Campo Grande, saída para Rochedo, com aulas à tarde, nas segundas e quartas e ainda, atividades integradoras nas sextas-feiras.

A formação em Educador Social do Envelhecimento Humano é aberta para todos os níveis de escolaridade, permitindo que o aluno entenda os processos do envelhecimento, seus contextos e disposições frente à sociedade. "Estamos abrindo um novo espaço de formação. A UMA nasce como um projeto pedagógico que visa a promoção da saúde e de qualidade de vida para o envelhecimento humano. Toda a grade curricular do curso e todas as ações serão desenvolvidas para essa formação de educadores sociais do envelhecimento humano", afirma o professor Dr. Djanires Neto, Gerente da Unidade da UEMS de Campo Grande e coordenador da UMA-UEMS.

O curso é aberto para maiores de 45 anos. A ementa pedagógica é ampla permitindo uma visão tecnológica do contexto de envelhecimento e não limitando o público alvo a somente idosos. "A UMA abre espaço para formação na maturidade. É um espaço de acolhimento e integração, por isso não recebemos somente idosos, mas a sociedade em geral. Todos nós temos que aprender nosso papel social e fisiológico no envelhecimento humano", explica a professora Neila Barbosa Osório, coordenadora da UMA-UFT.

Veja aqui as disciplinas do curso

A parceria com a UFT permitiu os registros dos alunos e a certificação, além de consultoria e acompanhamento na implantação da UMA-UEMS, através de treinamento dos professores e funcion√°rios. "Tivemos uma relação de afetividade de interação entre os nossos conhecimentos. Houve uma interação total para que a gente possa realizar um projeto e uma proposta pedagógica onde todos os maduros tenham uma verdadeira aprendizagem significativa no projeto-piloto da Universidade da Maturidade da UEMS", disse a professora Neila Osório, em um dos treinamentos.

Para o Reitor da UEMS, professor Dr. Laércio Alves de Carvalho, a UMA é um avanço muito importante, j√° que temos um crescente crescimento no número de idosos no Brasil e no mundo. "O envelhecimento da população é uma realidade, por isso é muito importante trabalhar essa questão com respeito e acolhimento. A UEMS est√° abrindo um espaço de formação, permitindo que os idosos possam ter na educação de qualidade, uma visão humana do processo de envelhecimento. Estamos muito satisfeitos com a parceria com a UFT", afirmou o professor Laércio Alves de Carvalho.

Inscrições

As inscrições para UMA iniciam no próximo dia 29 de janeiro e seguem até dia 23 de fevereiro e podem ser realizadas pela internet no link https://bit.ly/3j5UWN8 pessoalmente, na UEMS, saída para Rochedo, Bloco D1, sala T08, das 7h30 às 11h30, ou pelo e-mail [email protected]. Em 2023, a UMA vai abrir 60 vagas.

Não h√° prova de seleção, mas para se inscrever, o candidato deve elaborar uma carta com o Tema: Por que eu quero fazer parte do Projeto da UMA na UEMS?

Confira mais informações no Edital. Clique aqui.

Emmanuelly Castro, Comunicação UEMS
Foto: Divulgação/UEMS